quarta-feira, 30 de julho de 2008

Uma semana inconstante

O fim-de-semana passado esteve maravilhoso =)
Aproveitei, é claro para dar um passeio a pé até Morecambe, que tem uma baía para a maior zona estuarina de Inglaterra. O Estuário do Tejo cá do sítio...
Acho que é o sítio mais bonito de Inglaterra que vi até agora. E este pequeno vídeo não faz justiça, porque lá ao fundo dava para ver as montanhas do Lake District!


video

E uma foto tirada do pontão, para a cidade

Até Lancaster fica muito mais bonito num dia de Sol...

E já agora, os arrabaldes da minha casita (neste lago criam ostraceiros...)

E depois de um fim-de-semana destes, o início da semana não foi o mais auspicioso.

Só a partir de 4ª feira me animei outra vez. Houve um convívio do pessoal do departamento de Biologia, que em Agosto vai ser reintegrado noutros dois departamentos (Eu vou passar a pertencer ao Departamento de Ciências Ambientais)! E depois fui finalmente a um pub, numa noite excepcional, que deu para estar de t-shirt até à meia-noite e tudo...

Na quinta-feira já consegui voltar a fazer coisas produtivas. Não tanto como seria desejável, mas já não foi mau. Nem o tempo a piorar outra vez me conseguiu desanimar!

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Começou o bala-bala

Esta foto já é de há 15 dias, mas aqui fica, para dar uma ideia das redondezas de Lancaster num dia de "Sol".



E finalmente já tenho orientador!!! E nada como começar com uma reunião original. Desta feita na viagem de combóio até Norwich. Devagar, devagar e com algum sono à mistura lá conseguimos alinhavar algumas ideias e prioridades para o momento!



Fim-de-semana por minha conta. Ou melhor por conta do Nuno e da Rita =) Obrigado pela estadia mais uma vez maravilhosa, com um tempo que até acabou por cooperar... Vi pela primeira vez o mar inglês e, apesar de não ser muito convidativo a uma banhoca, até foi bastante animador, mantendo o casaco vestido, é claro! E desta vez deu para conhecer Norwich e as redondezas =))) E o João Inês!!! E reencontrar a Steff. E também muito importante praticar o meu português!!!



E depois de tanta boa vida e descanso no fim-de-semana, lá veio a tempestade na segunda-feira. A reunião foi como abrir uma caixinha de Pandora, e de repente todo o caos saltou cá para fora... Mas pelo menos não me posso queixar por não ter nada para fazer nos próximos tempo. Antes pelo contrário. E acho que o pobre blog vai sofrer com isso! Terça feira fui a Cambridge fazer uma pesquisa na biblioteca da Birdlife e só me dou por muito contente de estar em Lancaster. Nada se compar à vida no campo e apesar de cidade, Lancaster, lá no fundo ainda tem muito do campo!


E esqueci-me de um pormenor muito importante. A minha casa ainda tem outro inquilino. Chama-se Enrik e é este belo exemplar de gato, que não toma banho, tem desequilíbros emocionais e está em processo de emagrecimento. Já pesou 8kg, mas agora está melhorzito. Consegue mexer-se e tudo! Tem uma técnica de subir aos muros muito parecida a uma pessoa a fazer escalada e desce com a ajuda do dono (o resto do pessoal tem medo de ser agredido).


Enrik, o verdadeiro gato fedorento...


E agora que finalmente tenho o que fazer e um gabinete na Universidade (a partilhar por 7 pessoas) o tempo decidiu melhorar, e bastante. Ontem devem ter estado uns 25ºC. Até fui de chinelos, manga curta e calções para a Universidade... É claro que tive que voltar a correr para casa à chuva, mas já foi um grande avanço, a comparar com o resto do mês!

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Lar, doce lar!!!

Este vai com atraso, mas vai finalmente...
Depois de não muito longo, mas altamente stressante processo já tenho finalmente um buraquinho para meter as minhas tralhas. Fica um bocadinho fora de mão, mas é uma casinha muito jeitosinha. Os meus colegas são mais velhos que eu, trabalhadores (embora um deles também esteja a fazer o doutoramento), vegetarianos e parecem muito simpáticos. Eles foram aliás uma das razões que me levou a escolher o quarto. São eles o Kevin (e a mulher grávida de 7 meses, Janette) e o Ian ( e a namorada, Shona).
Todos os outros quartos que vi eram muito mais pequenos e desconfortáveis. As opções variavam entre casas que iam entrar em obras (e bem precisavam), que estavam cheias de caloiros ou só com rapazes (uma desarrumação de meter medo ao susto), que ficavam do outro lado do rio, cujos outros habitantes me desaconselhavam vivamente a escolher (um grande obrigado pela franqueza), cheiravam mal, estavam cheias de humidade, eram muito frias, etc... Enfim, nenhuma se comparava a esta bela mansão e tenho que me dar por muito contente por esta não ser uma dessas casas em que exigem que fique pelo menos 6 meses – factor limitante!!!



A morada é 241 Willow Lane (Marsh), Lancaster. Já sabem, quando puderem são bem-vindos...





Entretanto para quem estiver em Lisboa, aqui fica uma boa dica com sabor a trópicos:
http://www.lifecooler.com/edicoes/lifecooler/desenvRegArtigo.asp?art=6213&rev=2

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Especial Passarinhólogos

Como não podia deixar de ser aqui vai uma lista comentada das avezitas que tenho visto por Lancaster, apesar de não ter propriamente dedicado a essa coisa maravilhosamente britânica que é o Birdwatching. Além disso de vez em quando ouço coisas estranhas que ainda não descobri o que são, por isso provavelmente ainda haverá alguns acrescentos. Além disso aqui perto fica a Baía de Morecambe, que parece ter algum potencial para as avezinhas que gostam de chafurdar na lama:

Os cisnes-mudos com as crias no Canal que passa pela cidade.
O ostraceiro e o pato-trombeteiro em voo baixo sobre a cidade.
As ferreirinhas em todas as sebes (certas pessoas talvez tenham que vir aqui para ver isto – RC & NP!)

Mais uma semana de "desorientação"

Isto de vir fazer doutoramento e não ter orientadores é um bocado chato…
Nos primeiros dias nem sabia muito bem para onde me virar. Começar a dominar os locais para fazer as compras e pelos vistos também os horários para as fazer, começar à procura de casa, mas trabalho de doutoramento por enquanto ainda muito pouco, aliás pouco mais que as burocracias e algumas trocas de e-mails.
O Castelo de Lancaster no caminho de volta da Universidade (Que bonito!!!!!)


Finalmente depois de muitas trocas de e-mail, equívocos e sobes-e-desces consegui finalmente encontrar uma das pessoas que o meu orientador disse para eu falar. Curiosamente essa pessoa não sabia muito bem o que me dizer e, para além de me dar a conhecer a mais algumas pessoas e um eventual lugar que eu poderia "okupar" num dos escritórios do departamento! Enfim na confusão não ficam a ganhar à bela da FCUL, mas andam lá perto.
Uma vez que não tenho onde ficar na Universidade, por enquanto isto foi o que se arranjou pela casa do meu orientador. Nada mau, ein oh tainha babujona!!!


Passada uma semana em Lancaster começo a stressar à grande com a procura de casa. A Students Union não ajuda nada, aliás ainda nem consegui ir lá, porque estão sempre ausentes… Decidi procurar na Internet e depois de mandar uns 50 mails e fazer uma meia dúzia de telefonemas. Felizmente há muita oferta e apesar de ninguém querer um estudante que não sabe por quanto tempo vai ficar, as poucas casas que vi eram fixes, por isso a escolha não vai ser muito dramática!!! A ser tomada muito em breve.
Entretanto o clima aqui ficou do pior. Não chega nem aos 20ºC e em alguns dias deve andar mais pelos 10ºC!!! Sempre acompanhado da bela da chuva e do céu nublado. O Steve e a Caz, que me tinham ido buscar ao comboio a semana passada vão de férias para a Suécia, para fugir ao mau tempo… Acho que isso diz muita coisa!
Mesmo assim há uns interstícios nos quais consegui dar umas voltitas pela cidade e muitas vezes acabei a correr para casa, para fugir à chuva!!! Essa é uma das razões para ainda não ter fotos decentes da cidade, mas junto ao rio e ao canal há uns sítios giros. E a vista para a baia, com o Lake District lá ao fundo é espetacular, mas a única vez que vi não tinha máquina. Depois disso está sempre demasiado nublado para se ver…
Começo a perceber porque é que eles saiem a correr para os parques sempre que há uns raizitos de Sol. Aliás até eu já faço isso… Ashton Memorial, no Williamson Park. Num intervalinho ensolarado em que saí disparado para o Parque.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Primeiros tempos por terras de sua majestade


E surpresa das surpresas, em terras de sua majestade fazia a mesma temperatura que em Lisboa, com máximo de 27! O voo incluía uma maravilhosa passagem por Heathrow, que incluiu a fantástica experiência de estar numa fila com uma dúzia de aviões à espera para levantar voo. E levantavam também quase em filinha indiana. Depois Manchester, para apanhar comboio e finalmente Lancaster, depois de mais de 10 h de viagem!

E felizmente consegui arranjar quem me viesse buscar à estação de comboios, o Steve e a mulher, Caz, e que me ajudaram a acartar as malas para a minha casa provisória (o meu orientador está em trabalho de campo e deixou-me as chaves de casa dele). A casa fica do outro lado da cidade e é a subir, mas nada que não se tenha feito em 20 minutos, com paragens para reconhecer pontos estratégicos (basicamente os sítios onde comprar as coisas).

Chegado a casa: Hora de morrer para o mundo. Amanhã é dia de fazer qualquer coisa.

4ª feira, primeiro dia em Inglaterra: Depois de uma longa manhã ainda a recuperar da viagem e a arrumar o “quarto”, primeira ida à Universidade! E, muito corajosamente, decidi fazer o caminho a pé. Não sei quanto tempo levei a fazer, mas deve ter sido à volta de 1hora. Muito agradável esporadicamente, passando pelo meio das pastagens verdejantes do Verão inglês, mas certamente impraticável daqui para a frente: perder 2horas por dia para ir e voltar da Universidade!

Na Universidade andei umas duas horas a correr para a frente e para trás e para cima e para baixo, mas ao final desse tempo já me tinha conseguido registar e ter acesso à biblioteca e à Internet :) Muita burocracia, mas aparentemente funciona e os funcionários são impecavelmente simpáticos…

Voltei à cidade por um caminho alternativo e fui fazer as comprinhas do desenrasque na única loja que me lembrava do dia anterior. Depois disto já não podia com o braço, por causa da maldita vacina do tétano!!!

Canal de Lancaster, no caminho de volta da Universidade.

Jantei na casa do Steve, que me tinha convidado no dia anterior e depois disso ainda tive tempo de ir dar outra voltinha, desta vez até ao Williamson Park, que fica mesmo atrás da minha casa e tem uma bela vista para a Morecombe Bay e para o Lake District! E isto tudo graças a aqui só ficar de noite já depois das 22h.

No dia seguinte acordei com o braço ainda pior e cheio de sono. Isto de só haver umas 6h de escuro não está nada certo… Dia de ir as compras e do verdadeiro clima estival do Reino Unido se revelar finalmente :(

6a feira estou de volta a Universidade para tentar resolver mais umas burocracias e descobrir onde anda o meu departamento (isto aqui tambem anda em obras e esta tudo fora do sitio), mas hei-de arranjar um sitiozinho para meter as orelhas!