segunda-feira, 6 de julho de 2009

Aleluia, aleluia!

Para além do objectivo principal da minha estadia em São Tomé, fui acumulando uma série de missões paralelas. A bicharada destas bandas suscita mesmo muito interesse entre os cientistas e, estando por aqui, podia ir entretendo-me a recolher umas amostrazitas! Um destes pedidos era para apanhar uma doninha, localmente conhecida por rato-aleluia, cauiri ou rato-xixi.
E depois de contactar algumas pessoas, a mensagem parece ter-se espalhado e finalmente consegui deitar as mãos a um destes animais. Graças a um grupo de rapazes da Monte Café que cometeu a proeza de o apanhar com um casaco! O animal ainda esteve vivo por algum tempo, mas quando me vieram entregar já estava morto.
Se conseguir levar o animal para Portugal, talvez se consiga finalmente esclarecer a origem destes animais, introduzidos na ilha pelos portugueses para controlar as populações de roedores, e perceber se estes animais são efectivamente gigantes dentro da espécie!


A doninha e um dos seus captores!

1 comentário:

Sandra disse...

coitadinho...moooooorrrrrrrrrrrrreeeeeu!